0

Como Viajar sem Gastar com Acomodação

Você já pensou em viajar e não gastar nadinha ou quase nada com hospedagem? Sim, isso é possível. Quer saber como? Então preste atenção nesse post.

Work Exchance

Existem inúmeras formas de fazer trabalho voluntário pelo mundo e uma delas é o Work Exchance. O work Exchance é uma maneira de você trocar trabalho por acomodação e às vezes até por alimentação. Mas onde conseguir esse tipo de trabalho? Há quem prefere fazer isso por conta própria e ao chegar no seu destino saem em busca de hostels que estejam dispostos a fazer o intercambio de trabalho. Outros enviam emails e mais emails em busca de trabalho antes de viajar. Ainda há outros que utilizam da facilidade de plataformas de Work Exchance, pois elas garantem mais segurança aos viajantes.viajar

Há inúmeras plataformas que prestam esse tipo de serviço, mas as minhas preferidas são o Worldpackers e Workaway. Nessas plataformas você cria o seu perfil falando um pouco sobre você e sobre suas habilidades. Depois você procura por hostels no destino que você quer, faz a analise sobre as vagas disponíveis, períodos, etc. Depois é só entrar em contato com o hostel e acertar os detalhes. Esses serviços na maioria das vezes são cobrados, então antes verifique quais são as taxas envolvidas para ver se vale a pena.

Lembre-se também que você deve estar disposto a cumprir com suas responsabilidades e permanecer pelo tempo combinado. Os pontos positivos é que você fará uma imersão total na cultura local e também terá contato direto com outros viajantes do mundo inteiro. Você fará parte de uma comunidade muito unida, irá aprender muitas coisas diferentes e com certeza fará amigos para outras próximas viagens.

Couchsurfing

O couchsurfing é uma plataforma gratuita na qual os viajantes solicitam acomodação na casa de pessoas locais. O couchsurfing funciona assim: você cria o seu perfil e depois procura por pessoas que estejam dispostas a te hospedar por um certo período de tempo. Você pode entrar no perfil da pessoa e conhece um pouco mais sobre ela e suas experiências e então é só entrar em contato. Nem sempre a pessoa terá uma suíte master para te oferecer, mesmo porque a ideia do site é oferecer um sofá para você dormir. Mas a maioria das pessoas oferecem uma cama, um colchão ou até um quarto.

1-1

O ponto positivo é que além de não gastar com hospedagem, você irá compartilhar do dia a dia da pessoa, conhecendo seus costumes e a cultura local de uma forma que talvez você não conheceria se estivesse em um hotel.

House Sitting

O House Sitting ainda é pouco conhecido no Brasil, mas países da Europa e América do Norte já são muito adeptos a ele. O House Sitting é uma forma de turismo colaborativo onde o proprietário da casa precisa deixá-la por um período de tempo, e confia os cuidados a um ou mais house sitters. Através de um acordo, o viajante recebe permissão de morar na residência sem pagar aluguel em troca de assumir certas responsabilidades, como por exemplo, tomar conta de animais de estimação ou cuidar do jardim.

O ponto positivo é que, além de não pagar hospedagem, você terá o conforto e estrutura de uma casa que talvez você não conseguiria bancar em uma viagem. E ainda você poderá usar a cozinha completamente equipada e em alguns casos até o carro da família, tendo que bancar apenas o combustível.

Exemplo de casa na França

Exemplo de casa na França

Para encontrar os lugares disponíveis, é preciso se cadastrar em sites especializados que cobram uma taxa de adesão, mas que soa como irrisória se comparada aos gastos que se teria com aluguel ou hotéis. Um deles e o mais conhecido é o TrustedHousesitters e tem também o Mind My House, e ambos seguem o estilo colaborativo, onde o dono da casa e o cuidador, recebem avaliação no próprio site, possibilitando a construção de uma reputação de confiança.

Posts Relacionados

Amanda

Viajar é minha vocação, tenho o espírito livre e detesto os caminhos convencionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *